Arrumo lugares no meu coração, carrego você na alma, te falo silenciosamente  sobre as canções que não teve tempo de ouvir, os livros que não leu, as ruas que não viram seus pés, partilho a vida nessa comunhão silenciosa, te levando para os lugares onde vou, carregando você no coração,meu jeito de ajeitar a vida...

 (Teresa Gouvêa)

 
Nosso Amor Envelheceu

Nosso amor envelheceu...

Os quarteirões da nossa casa se alargaram, ficaram imensos,

As promessas deram lugar às cobranças,

Os sonhos aos pesadelos,

Envelhecemos juntos...

Ficamos perdidos nas nossas esquinas,

Não demos nome às ruas que surgiram...

Esquecemos onde era o começo,

Esquecemos os apelidos, as flores, a música,

Esquecemos a dança, os cheiros,

Esquecemos quem queríamos ser...

Em nossa intimidade nos perdemos,

Adormecemos as mãos, os olhares, o aconchego,

Faltou tato, faltou brilho, faltou colo...

Procuramos culpados em nossa rotina,

Não soubemos lidar com a intimidade,

Com as horas, com os dias...

O amor foi residir no sótão,

Junto com as conversas, os beijos,

A paixão, as palavras de amor...

Nosso amor envelheceu,

As cores desbotaram, a estampa mudou,

Passamos a conversar com o silencio,

Nada mais foi dito...

(Teresa Gouvea)



27/05/2016 | 13:20 Elba Lucia Novello Só não esquecemos de apreciar a natureza. Fazíamos isto com tanta paixão ! Nossa intimidade restringiu-se a estes momentos. Que bom que pelo menos isto nos restou . Agora aqui só, minha vontade e te abraçar meu querido companheiro, é imensa. Visto seu roupão como se estivesse recebendo seu abraço !
27/02/2014 | 21:07 Ana Lúcia Muito lindo. Você escreve muito bem! Parabéns. Bj
30/09/2013 | 01:19 Adri Oi
01/09/2013 | 19:19 Regina Que delicia num fim de tarde de domingo que pra mim é meio deprê ler umas linhas tão linda parabens adorei!!!!

Site desenvolvido por BRIFA.COM.BR