Coragem de Mãe

643

Marie-Laure Picat

(Sinopse) Coragem de Mãe conta a história verdadeira de Marie-Laure Picat, que com apenas 36 anos foi diagnosticada com um câncer terminal. Mãe divorciada de quatro filhos e com um histórico familiar conturbado, embarcou numa missão para manter sua família unida após sua morte.

Contra todas as expectativas, Marie-Laure viveu mais um ano, comemorou os aniversários dos filhos, conheceu o presidente da nação, foi entrevistada pelos jornais mais importantes do país e cumpriu a sua missão. Apesar de suas origens simples, deixou um legado surpreendente para seus filhos e para a França.

A história começa em julho de 2008, quando Marie descobriu que tinha um tumor no fígado e que lhe restava pouco tempo de vida. Os médicos lhe disseram que provavelmente não sobreviveria até o Ano-novo e imediatamente o destino de seus quatro filhos entrou em cena. O que aconteceria com eles?

Decidida a cumprir seu papel de mãe até o fim, a única meta de Picat era protegê-los e garantir que fossem criados juntos na pequena cidade de Loiret Puiseaux, com o mínimo de mudanças em sua rotina. Mas de acordo com o sistema social francês, não havia garantias de que Julie, Thibault, Matthieu e Margot seriam criados juntos, nem de que viveriam no mesmo lugar onde cresceram.

Revoltada com o absurdo da situação, Marie-Laure foi a público. Da noite para o dia, ela se tornou uma celebridade na França. Centenas de pessoas lhe enviaram cartas de solidariedade e, o melhor de tudo: encontrou a menos de um quilômetro de sua casa uma família perfeita para seus filhos. Em parte uma carta de amor, em parte o testemunho de uma vida de muita superação, Coragem de Mãe narra uma história de vida onde a convicção e a força de espírito vencem qualquer adversidade.

“Escrevi este livro para meus filhos, para que saibam quem eu sou, e também para que exista uma lei que ampare as pessoas na mesma situação que eu. Não é porque estamos doentes que está tudo acabado.” – Marie-Laure Picat

Compartilhe
AnteriorEntre Nós
PróximoUma Morte Muito Suave

Sem comentários

Deixe um comentário