Sobre a vida e seus jeitos

218

(Teresa Gouvea)

Sim, a vida encontra um jeito para as nossas dores,
não da forma que pretendíamos,
não com todas as pessoas que escolheríamos,
sim, algumas ficam pelo caminho,
partem, sem dar adeus, não houve tempo,
partem, também, porque não nos queriam ao lado delas ou não conseguimos continuar nesse caminho,
mas, a vida encontra um jeito,
traz a memória de tudo o que vivemos
para não nos esquecermos de quem somos, seguimos carregando todos que estiveram por aqui,
alguns, lugares onde faltou amor,
outros, lugares de abundância,
nossas dores cavam terras áridas e férteis,
e dali, bravamente, retiram flores,
retiram o nosso direito à permanência do perfume, da brisa, do colorido,
dos olhos que não se cansam,
sim, a vida encontra um jeito do amor amar na dor…

Sem comentários

Deixe um comentário