Uma Morte Muito Suave

339

Simone de Beauvoir

(Sinopse) autora narra a angústia que envolveu a internação de sua mãe, para tratar de uma fratura do fêmur decorrente de uma queda, e sua morte, por câncer, descrevendo os absurdos da existência e fazendo valer a tarefa por excelência da literatura: superar a solidão.

“Eu não tinha especial empenho em rever mamãe antes de sua morte: mas não suportava a ideia de que ela não me voltasse a ver. Por que dar tanta importância a um instante, já que não haverá lembrança dele? Tampouco haverá reparação. Compreendi por minha própria conta, até à medula de meus ossos, que nos derradeiros momentos de um moribundo pode encerrar-se o absoluto.”

Sem comentários

Deixe um comentário