Arrumo lugares no meu coração, carrego você na alma, te falo silenciosamente  sobre as canções que não teve tempo de ouvir, os livros que não leu, as ruas que não viram seus pés, partilho a vida nessa comunhão silenciosa, te levando para os lugares onde vou, carregando você no coração,meu jeito de ajeitar a vida...

 (Teresa Gouvêa)

 
Silencio

 SILENCIO


Não me peça para pausar,

tenho pressa...

Não me fale em flores, paisagens,

musica ou qualquer coisa

que solicite tempo...

Não tenho...

Preciso, urgentemente,

esquecer o que sinto...

Acompanhada sigo nos bares,

nos palcos artificiais da vida,

no equilíbrio da superfície...

Não me fale em dor,

não me conte sobre o que brota,

demanda tempo...

Faça a gentileza de calar o que falta,

de calar sua dor,

de calar seu pesar...

pode ser que ele sussurre

sobre a morte

e sem querer

eu seja obrigada a olhar

para a vida e inventar o amor...


(Teresa Gouvea)




Site desenvolvido por BRIFA.COM.BR