“Meu filho, papai cuida de nós do céu…”

1467

Uma história de amor que teve a presença física de Alexandre até o ano de 2017. Em 2015 o diagnóstico de um câncer, em 2017 o congelamento dos espermatozóides, a esperança da cura e do filho que poderia vir. Em 17/06/2017 a despedida física desse amor, após a despedida o desejo de realizar o sonho que tiveram, o filho tão esperado chega em 13/08/18. O texto abaixo foi publicado originalmente em 2018 pela Jornalista Manu Zambom, as fotografias são de Rosiane Cerverizzo, encante-se com a história desse amor!

“Ser criado, gerar-se, transformar o amor em carne e a carne em amor”. A frase de Vinícius de Moraes abre o poema “O Verbo no Infinito”, de 1962. Quase 60 anos depois, o significado parece ter sido inspirado em uma história de amor vivida em Araçatuba, entre a enfermeira Líliam Stefen Pereira Maia, 35 anos, e seu marido Alexandre Stefen Maia, 37 anos, falecido no ano passado.

O casal esteve junto por 16 anos (entre namoro e casamento) e, mesmo com o sonho de serem pais, não conseguiram realizar o feito durante o tempo de união. Em 2015, Alexandre foi diagnosticado com um tumor maligno no cérebro e chegou a ser “desenganado” pelos médicos. “Quando o resultado da biópsia chegou, ele já estava em coma parcial. Mas um médico aceitou o desafio e o operou junto com outros neurocirurgiões”, conta Líliam.

Alexandre foi submetido a três cirurgias e ficou internado por 17 dias na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Unimed de Araçatuba. Ele se recuperou sem sequela e conseguiu voltar a suas atividades corriqueiras, no entanto, por conta dos tratamentos de radioterapia e quimioterapia, ficou estéril.

“Fizeram espermograma e deu zerado. Só tinha um espermatozoide, mas estava morto. Isso entre janeiro e fevereiro de 2017. Em abril, Alexandre teve um sonho e me disse que o Senhor falou que ele não era mais estéril”, destaca a enfermeira. Outro exame foi feito, mas com o resultado mais otimista.

Em paralelo a isso, o diagnóstico de um novo tumor pegou o casal de surpresa. Dessa vez, no mediastino (região torácica). Decidiram congelar os espermatozoides do marido, para tentarem a fertilização no final do ano de 2017.

Fertilização

Com o tratamento, o câncer regrediu 60%, porém, devido à água no pulmão, contraiu uma pneumonia e não resistiu. Alexandre faleceu em junho do ano passado, dois meses após o congelamento dos espermatozoides.

“Combinamos de fazer o processo entre novembro e dezembro. Continuei os nossos planos. Foram colocados dois embriões, mas eu tinha certeza que não daria certo. Quando eu descobri que o Senhor tinha permitido que eu gerasse uma vida, observei que Ele vê estradas onde vejo o fim”.

Assim como no trecho do poema de Vinícius de Moraes citado no início da matéria, Líliam conseguiu transformar o amor em carne e ficou grávida após sete meses da partida de Alexandre. “Como ficamos casados por oito anos e não tivemos filhos, quando eu ficava frustrada por causa disso, o meu marido sempre me consolava. Quando ele faleceu, eu escutava dentro de mim ele dizendo que não estava comigo, mas que agora eu precisava do nosso filho”. O nascimento de José Alexandre está previsto para agosto e no próximo dia 17 de junho o falecimento do marido completa um ano.

Fotografia

Além da história de amor do casal chamar atenção, o seu ensaio de gestante também é inusitado. Quando ficou grávida, Líliam recebeu o apoio de amigos e familiares, que sugeriram que ela fizesse um ensaio de gestante. Mas ela não queria, pois teria mais o marido ao seu lado. “Eu pensava: só eu na foto? Não é isso que planejei. E então surgiu essa ideia de inserir a imagem dele nas fotos”.

O ensaio foi feito em maio deste ano pela fotógrafa Rosiane Cerverizzo, de Araçatuba. Quando a ideia foi apresentada para a profissional, ela explica que precisou olhar as fotos que o casal tinha junto, estudar essas fotografias, a luz em cada uma delas e o posicionamento deles. “Acabei me envolvendo, comecei a sentir o amor dos dois nas fotos. Eles eram muito unidos. Foi então que eu fui tocada para fazer esse trabalho”, relata Rosiane.

A profissional ainda comenta que as fotos feitas com a Líliam ficaram totalmente diferentes das que ela costumo fazer. “A luz, naquele dia, foi diferente de qualquer outra luz que já vi em outros ensaios. Foi muito natural. A ideia era fazer algo simples, no estilo deles. Dar continuidade ao que eles sempre tiveram. O carinho, o amor um pelo outro”, afirma a fotógrafa.

“Esse ensaio é mais pra dizer que tenho certeza que ele está comigo, que estou unida a ele pelo amor. Quero mostrar pro nosso filho que o pai dele o ama”, finaliza Líliam.

“Filho, José Alexandre, você é a realização de um sonho meu e do seu pai. Desde antes da sua concepção nós sonhamos com você, projetamos cada passo seu. Sabe filho, papai sonhou com você, mas antes de você estar na minha barriga, papai já estava no Céu e, com toda a força da minha vida te quis ainda mais, fui em busca da realização do nosso sonho, meu e do seu papai. Quando você chegou, veio para abençoar a minha vida, para trazer um novo sonho, consumar uma união! Nunca se esqueça, meu filho, papai cuida de nós do Céu!” (29/07/2018)

Matéria de 12/06/2018

@bloguinhojosealexandremamae

@liliamstefen

Texto: Jornalista Manu Zambom
Instagram: @manuzambon86

Fotografia: Rosiane Cerverizzo
@rosianecerverizzo.fotografia

 

Sem comentários

Deixe um comentário