Filha, te amo, até depois do “pra sempre”

1944

Kelly e a despedida de sua doce Isadora. A fé na travessia, a fé que fica e transforma. Isadora deixa para sua mãe o maior legado que podemos deixar, o amor e a esperança. “Uma mãe nunca deixar de estar enlutada, ela tenta ressignificar essa dor.”. Kelly segue, com toda a saudade que a acompanhará até depois do para sempre, acreditando que sua filha está “em um céu lindo, com ruas de ouro, alegre e sem dor.” Por aqui esse amor será regado todos os dias. Assim é, assim deve ser, assim merece ser, para sempre.

336640331_2178708589184391_1485840497709343704_n

“Aos onze anos veio o diagnóstico de leucemia mielóide aguda, tudo tão repentino, tudo tão doloroso.”

“Me chamo Kelly Souza e sou mãe da estrela mais linda que hoje mora no céu, Isadora. Minha filha sempre foi uma menina muito doce, sentimental, amorosa e cheia de vida. Gostava de estudar, amava praia e amava viajar. Uma menina cheia de luz.

Aos onze anos veio o diagnóstico de leucemia mielóide aguda, tudo tão repentino, tudo tão doloroso.

338514793_241963811556338_5967627256144208265_n

“Com um transplante a ser realizado, na porta, doador, hospital, tudo prontinho, mas o Senhor a recolheu aos doze anos.”

Descobrimos a doença em 01/11/2020, após quase dois meses de urgência em urgência. Ela foi internada às pressas com um quadro muito grave e, aos poucos, foi se recuperando. Isadora nunca perdeu a fé, mas posso dizer que amadureceu uns dez anos. Aquela menina frágil deu lugar a uma guerreira que lutou bravamente até o último instante.

Com um transplante a ser realizado, na porta, doador, hospital, tudo prontinho, mas o Senhor a recolheu aos doze anos, em 18/10/2021, e assim foi feita a vontade dele.

336524367_111387191915118_4161238056872975068_n

“Compreender nem sempre é aceitar, é descansar em Deus e saber que ele só nos dá o fardo que podemos carregar.”

Hoje vivo com a dor da saudade, tantas lembranças difíceis, mas, também, tantos ensinamentos e tantas pessoas maravilhosas ao longo desse percurso. Sigo firme com a certeza e a fé em Deus que iremos nos encontrar na eternidade.

Me ajuda, filha, a suportar essa dor da tua ausência física, transforma essa dor em amor, porque o amor foi o maior legado que você nos deixou.

Luto todos os dias contra os meus medos, as minhas angústias, tristezas, ansiedades e, principalmente, a saudade e sua ausência física, filha. Compreender nem sempre é aceitar, é descansar em Deus e saber que ele só nos dá o fardo que podemos carregar.

336903597_2397782453720065_2544945920719592134_n

“Uma mãe nunca deixa de estar enlutada, ela tenta ressignificar essa dor.”

Eu sei o que vivo todos os dias pra tentar sobreviver e foi esse Deus que me sustentou até aqui. Uma mãe nunca deixa de estar enlutada, ela tenta ressignificar essa dor.

Quando minha Maria pergunta por Isa eu digo que ela tá do outro lado da montanha, em um céu lindo, nas ruas de ouro, correndo, alegre e sem dor e é assim que busco acreditar.

339487000_155063803844987_9041250423118767610_n

“Falar de você é a maior alegria da minha vida, você permanece viva em mim. Te amo, minha borboleta, até depois do para sempre.”

Lembro que você sempre me dizia: “Mãe, não fique triste, eu não tenho medo da morte porque sei que vou morar com Jesus. Ela amava uma passagem bíblica que diz “Viver é Cristo, morrer é lucro.”

Filha, há quase um ano e meio sigo sentindo você cada dia mais próxima, no olhar para o céu quando acordo, nas suas fotos, no seu cheiro que permanece forte em mim, em tudo que me lembra você. Você sempre estará viva em meu coração. Sigo buscando te reencontrar na eternidade, te abraçar, olhar pra você e dizer o quanto eu estava com saudades.

Falar de você é a maior alegria da minha vida, você permanece viva em mim. Te amo, minha borboleta, até depois do para sempre.

Te amo, minha eterna estrela.”

Autoria: Kelly Souza

@kelly2950

@_isadorarego

Sem comentários

Deixe um comentário